terça-feira, fevereiro 12, 2008

Àrtico

Ártico

** Aviões fantasmas nas regiões árticas **

As regiões árticas foram o lugar onde se produziram estranhas aparições que somente recentemente foram dadas a conhecer por vários pesquisadores suecos.

Se trata de "aviões fantasmas" que, nos anos 1932 e 1933, sobrevoaram a península escandinava.

Escandinávia é a região cultural e histórica da Península Escandinava. Os países escandinavos são Noruega, Suécia e Dinamarca, que se reconhecem mutuamente como partes da Escandinávia.























O rótulo coletivo "Escandinávia" reflete a similaridade cultural, e os fortes laços históricos, entre esses países apesar de sua independência política. Os termos Fenoscândia e Feno-Escandinávia algumas vezes são usados para uma região maior.

Conforme os inúmeros testemunhos, os estranhos aparelhos tinham a forma convencional de grandes aviões cinzas, ainda que eram capazes de efetuar manobras impossiveis para os aviões da época.

Além disso, nenhum deles levava distintivo ou insignia e as testemunhas afirmavam que estes estranhos artefatos emitiam raios de luz que iluminavam o terreno sobre o qual viajavam "como se fosse de dia”.

Nos inícios dos anos trinta começaram a ser acumulados inúmeros informes sobre aeroplanos misteriosos e dirigíveis não identificados que exploravam o norte da Europa de uma maneira sistemática. Os governos escandinavos começaram a levar a sério estas noticias e promoveram uma ampla investigação.

Sem possível identificação

Também os comandos militares "interviram no assunto". Assim, 30 de abril de 1934 o general Reutersward, chefe da região norte de Norland, manifestou à imprensa internacional: "Ao comparar todos os informes não existe dúvida de que se efetua uma circulação aérea ilegal sobre nossas zonas militares secretas.

Possuimos demasiadas observações procedentes de testemunhos dignos de toda a confiança que descrevem estes enigmáticos aeroplanos, vistos de certa distância.

E em todos os casos pôde ser feita a mesma observação: estes aparelhos não mostravam insignias nem marcas que os identificassem...

Torna-se impossivel explicar todos estes acontecimentos como obra da imaginação. Assim, a questão é esta: Quem pilota estes aparelhos e por que se dedicam a invadir nosso espaço aéreo?"

--------------------------------------------------------

** A Antártida, outro continente cheio de mistério e OVNIS **

A Antártida é uma massa continental, cujo centro ocupa o Polo Sul, tanto geográfico como magnético. Como já assinalamos anteriormente, a Antártida, junto com a zona do Afeganistão, é o segundo lugar na massa continental terrestre, onde são produzidas anomalias magnéticas.

O mistério da Antártida está estreitamente relacionado com os enigmáticos mapas de Piri Reis.

Estes mapas, que chegaram às mãos do almirante turco Piri Reis, representam parte do hesmifério do planeta, especialmente as costas americanas, africanas e européias banhadas pelo Oceano Atlântico. Porém o mais assombroso destes mapas é que reproduzem, com absoluta exatidão, as costas da Antártida antes de estar coberta pelos gelos e não como uma massa continental, mas como um conjunto de ilhas.
















Os mapas de Piri Reis

Assim, o padre Daniel Lincham, diretor do Observatório Weston do Colégio de Boston, chefe do Departamento de Sismologia das expedições à Antártida, afirmou que, de fato, todas as características topográficas que figuram nos mapas de Pi-ri Reis resultaram certas, coincidindo com os resultados obtidos mediante as sondagens ultrassônicas realizadas através da crosta de gelo, de mais de um quilômetro de espessura, pela Marinha norte-americana.

Com relação à reprodução dos mapas de Piri Reis temos de apontar a teoria de alguns autores, como Erich Von Daniken, que explicam a distorção que apresenta o continente americano, supondo que é baseada em uma projeção tomada desde uma nave que permaneceria imóvel no espaço a centenas de quilômetros de altura, sobre a vertical da Pirâmide de Queops.

Sem apoiar a certeza ou não desta teoria ou outras, assinalaremos que esta hipótese serviu para que, desde há alguns anos, certos ufólogos afirmem que existem bases de OVNÍS no Pólo Sul.

Bases submarinas de OVNIS na Antártida

Para alguns pesquisadores, a maioria das "estranhas naves espaciais" que foram vistas sobre a América do Sul, especialmente na Argentina (Patagônia, um ponto quente do qual mais adiante daremos alguns dados), Chile e Brasil, podem proceder de bases submarinas em águas antárticas.

Apesar do obscurecimento em torno ao continente antártico, alguns dados foram filtrados: surpreendentemente existe um lugar onde o clima é completamente benigno, com uma vegetação correspondente a uma zona temperada e onde se poderia viver com normalidade.

Este ponto está rodeado por uma "cortina" de tempestades magnéticas que impedem a entrada de aviões.

Inexplicáveis observações no Pólo Sul

Pode ser encontrado no planeta um lugar mais infranqueável desde o exterior e mais seguro para possiveis visitantes?

Em julho de 1965 foram registradas estranhas observações nas bases que paises como a Ínglaterra, Argentina e Chile têm estabelecidas na Antártida.

O exército chileno deu a conhecer uma comunicação oficial, procedente de uma de suas bases antárticas, a Arturo Prat, relativa a visão de um objeto voador não identificado, produzido em 19 de junho desse mesmo ano.

O objeto luminoso que foi visto voando em zigue-zague e suspenso durante algum tempo no mesmo lugar, foi observado por cientistas ingleses, argentinos e chilenos.

A visão deste objeto sobre a ilha Decepcion foi ratificada também pelo pessoal da base naval de Orcadas, pertencente ao exército chileno. Conforme todos os testemunhos que puderam ser recolhidos, o objeto foi visto durante alguns segundos, o que impediu tirar fotografias, porém foi possível registrar certas perturbações nos aparelhos do observatório Meteorológico de Orçadas.

-------------------------------------------------------




FECHAMENTO : ARQUIVOS = ÁRTICOS, CONJUNTO DE CURIOSIDADES, TELEPÁTIA E VARIEDADES, ZONAS DE DESAPARECIMENTO ALEM DO TRIANGULO DAS BERMUDAS.

Fechamento Dia: 12 /02 /2008

INVERSTIGADORES RESPONSAVEIS : LUCAS LUCIANO.




Nenhum comentário: